Salario Mínimo 2018: Valor Atualizado, Tabela e Reajustes

Após um longo período de crise financeira, o aumento do salário mínimo 2018 poderá ser enfim uma ótima notícia para os trabalhadores brasileiros! A seguir veremos o valor atualizado do salário mínimo 2018, como será efetuado o cálculo do reajuste e a tabela completa contendo os valores dos anos anteriores. Acompanhe essas e outras importantes informações!

Salário Mínimo 2018
                                                            Salário Mínimo 2018

 

Reajuste salarial  e valor atualizado do Salário Mínimo 2018

O reajuste do salário mínimo 2018 irá depender de quanto o Brasil cresceu no ano de 2016 e de quanto foi registrada a inflação no ano de 2017.  Através dessas informações, nossos governantes chegam a um novo valor determinante.

Porém, todos os anos os trabalhadores se sentem prejudicados quanto aos reajustes.

 

No ano de 2016 por exemplo, onde o valor decretado pela Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) para o salário mínimo do ano de 2017 seria de R$ 945,80.  O valor decretado pelo Governo Federal foi de R$937,00 e este foi o real valor que ficou sendo pago aos trabalhadores dependentes do salário mínimo federal.

O salário mínimo 2018 virá a ser calculado pela LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) da seguinte forma:

  • 2,9% do PIB
  • 6% do crescimento anual da inflação

Valor do salário mínimo 2018 → R$1,002,70

Até o momento, o governo mantem-se bastante confiante neste valor. Entretanto, assim que tivermos acesso a novas informações, faremos todas as atualizações necessárias.


Tabela do Salário Mínimo 2018 e dos anos anteriores

Analise agora como foram os últimos 4 (quatro) anos de reajustes salariais:

 


Valores Regionais do Salário Mínimo 2018

Em alguns estados o valor do salário mínimo é diferenciado dos demais, sendo sempre maior que o valor do salário mínimo 2018 federal. Esses estados são detentores de uma economia de certa forma mais abastada, sendo assim são capazes de manter a sua base salarial acima da base salarial federal.

Confira a seguir a lista dos estados que possuem uma base salarial diferenciada e veja qual será o valor do salário mínimo 2018 regional:

Paraná

  • R$ 1.032,02 –  Atividades agropecuárias; pesqueira; florestais e afins
  • R$ 1.070,33 –  Atividades administrativas; Manutenção e Reparação; Comércio e afins
  • R$ 1.111,04 – Atividades Industriais; Produção de bens e/ou serviços… 
  • R$ 1.192,45 – Atividades Técnicas de nível médio.

Estes valores ainda não foram confirmados, assim que houver atualização, faremos as modificações necessárias imediatamente.

Rio de Janeiro

  • R$ 1.052,34– Atividades de Manutenção; Farmácia; Garçom
  • R$ 1.415,98 –Atividades em  Construção Civil; Operadores Eletrônicos; Transporte Coletivo (cobradores, fiscais); Teleatendentes; Agentes de Marketing; Explorações Florestais e Agropecuárias; Siderúrgicos e Metalúrgicos.
  • R$ 1.091,12 – Atividades Agrícolas (Operadores de máquinas/materiais agrícolas); Costura;
    Segurança; Saúde (Maqueiros, Motorista de Ambulância); Higiene; Serviços de Turismo; Administrativas;
    Comércio; Taxistas; Secretários Executivos; Professores de Ensino Fundamental.
  • R$ 1.168,70 – Atividades Industrias (soldadores, chapeadores, caldeireiros); Atendentes Hospitalares (recepção); Classificadores de Correspondências (Carteiros)
  • R$ 2.135,60– Atividades de Contabilidade; Brigadistas; Enfermagem.
  • R$ 2 684,99 –  Atividades Jornalisticas; Advogados; Profissionais de Educação Física…

Estes valores ainda não foram confirmados, assim que houver atualização, faremos as modificações necessárias imediatamente.

Rio Grande do Sul

  • R$ 1.103,66 –  Atividades de Pesqueira
  • R$ 1.129,07– Atividades de Turismo; Hoteleiras; Alimentícia; Saúde; Industriais de extração; Motoboy; Agrícolas; Construções Civil; Telemarketing; Produção de Calçados, roupas e papéis.
  • R$ 1.154,68–  Atividades de Produção Mobiliária;  Administrativas em armazéns; Farmacêutica; Comércio.
  • R$ 1. 200, 28– Atividades de Administração Escolar; Metalúrgicas; Em condomínios residenciais;
    Industriais de vidros, cerâmicas.
  • R$ 1.398,65–  Atividades Técnicas de nível médio.

Estes valores ainda não foram confirmados, assim que houver atualização, faremos as modificações necessárias imediatamente.

Santa Catarina

  • R$ 1.009,00 –  Atividades Domésticas; Agrícolas; Transporte (exceto motoristas).
  • R$ 1.048,00 – Atividades Industriais de tecelagem, papel, calçados; Telemarketing; Vendedores Ambulantes…
  • R$ 1.104,00 – Atividades Comerciais; Cinematográfica; Farmacêutica; Alimentação;
  • R$ 1. 158,00 – Atividades Mecânicas; Metalúrgica; Motoristas; Gráfica; Saúde.

São Paulo

  • R$ 1.000,00 – Atividades de Domésticos; Motoboys; Agropecuários.
  • R$ 1.017,00 – Atividades de Carteiros; Operadores de Máquinas; Telemarketing; Cabeleireiros.

Estes valores ainda não foram confirmados, assim que houver atualização, faremos as modificações necessárias imediatamente.

É importante lembrar que estes estados possuem um calendário próprio de reajuste salarial.


Salário Mínimo Líquido 2018

Um detalhe de extrema importância para o trabalhador é salientar que todas informações até agora foram sobre os valores do chamado “Salário Bruto” ou o salário  sem os descontos que ocorrem na hora de calcular o salário mínimo 2018. Estes descontos terminam deixando o valor bruto do salário muito menor.

Conheça a seguir um pouco mais sobre o “Salário Líquido”

“Salário Líquido” pode ser considerado como o valor que o trabalhador recebe após a retirada dos desconto como o  INSS ou o FGTS.

Veja a baixo como realizar o cálculo do desconto do INSS com o salário mínimo 2018:

  • Lembrando que quem ganhar até 1556,94 terá um desconto de 8%

Confira o cálculo abaixo:

  1. Após retirada dos 8% do salário mínimo 2018 – R$1.002,70
  2. O resultado obtido será de cerca de R$ 80,22 a ser descontado
  3. Sendo assim, o valor líquido do salário mínimo 2018 ficará cerca de R$ 922,48


Confira a baixo uma lista contendo os descontos tributais mais comuns a serem pagos pelos trabalhadores:

  • Pensão Alimentícia;
  • Vale Transporte – Até 6%;
  • Assistência Médica/ Odontológica;
  • INSS – 8% a 11%;
  • Imposto de Renda;
  • Contribuição Sindical;
  • Vale Refeição – Até 20%;
  • Atrasos e Faltas.

 

Fiquem atentos! Assim que houverem novas informações sobre o salário mínimo 2018, voltaremos com as modificações necessárias. Lembrando que nosso dever é manter os leitores sempre atualizados.

Lei da Jornada de Trabalho: Regras, O Que Muda

O Governo do presidente Michel Temer quer propor alterações na Lei da Jornada de Trabalho e uma nova proposta deve ser apresentada até o final desse ano. Nessa proposta, estão sugestões de mudanças em contatos trabalhistas, mas a Lei da Jornada de Trabalho não está sendo muito bem-vinda por todos.

Lei da Jornada de Trabalho
Lei da Jornada de Trabalho

A principal mudança que assusta os trabalhadores é o aumento da jornada diária que poderia chegar a até 12 horas. No entanto, o Governo afirma que o número máximo de horas trabalhadas por semana não seria alterado e permaneceria como hoje: 44 horas (acrescidas de até 4h de hora extra, totalizando 48 horas).

Lei da Jornada de Trabalho: Trabalhar 12 Horas Todos os Dias?

Os desavisados podem pensar que terão que trabalhar 4 a horas a mais todos os dias, mas não é essa a proposta do Governo.

Como dissemos, os trabalhadores continuariam trabalhando por, no máximo, 44 horas semanais (48 horas quando houver hora extra). O que aconteceria, então, seria a permissão de estender a jornada a até 12 horas em determinados dias, mas o trabalhador compensaria trabalhando por menos tempo em outros dias.

Com essa proposta, o Governo quer garantir que acordos coletivos, monitorados pelos sindicatos, possam ajustar o total de horas quando necessário, aumentando a flexibilização na Lei da Jornada de Trabalho, mas garantindo que ninguém trabalhe por mais de 48 horas por semana ou 12 horas por dia.

IF

Lei da Jornada de Trabalho: Novos Contratos

Outra proposta que atinge diretamente os trabalhadores envolve a criação de dois novos tipos de contrato:

  1. Contrato por hora trabalhada;
  2. Contrato por produtividade.

O contrato atual, onde o trabalhador é remunerado por sua jornada de trabalho, recebendo a partir do salário mínimo 2017, continuaria existindo.

No caso do contrato por hora trabalhada, o Governo afirma que haverá pagamento proporcional de FGTS, férias e décimo terceiro salário. O trabalhador, portanto, não perderia nenhum direito. Esse novo modelo visa atender as pessoas que não conseguem trabalhar 8 horas por dia e que, ainda assim, querem ocupar um cargo formalizado e receber seus benefícios.

Já o contrato por produtividade, de acordo com o Governo, poderia atender médicos que passariam a ser pagos por “procedimentos”. Para justificar a proposta, Ronaldo Nogueira, ministro do Trabalho, disse que, no modelo atual, dificilmente um médico que tem um contrato de 8 horas diárias trabalha, de fato, por 8 horas no mesmo hospital.

Lei da Jornada de Trabalho: Direitos Trabalhistas

O Governo afirma que as mudanças propostas na Lei da Jornada de Trabalho não provocariam nenhuma mudança nos direitos trabalhistas e que elas não “tirariam direitos” de nenhum trabalhador.

Além disso, Ronaldo Nogueira também disse que o Governo não irá propor nenhum tipo de mudança no FGTS, nas férias ou no décimo terceiro salário sob nenhuma hipótese.

3

Lei da Jornada de Trabalho: O Que Vai Mudar?

Resumidamente, então, o governo quer propor 3 grandes mudanças na Lei da Jornada de Trabalho:

  • Possibilidade de estender a jornada a até 12 horas em dias específicos, mas garantindo que o trabalhador possa compensar em outros dias, trabalhando menos, e totalizando até 48 horas semanais com hora extra.
  • Novo contrato de trabalho no modelo por hora trabalhada.
  • Novo contrato de trabalho no modelo por produtividade.

Essa reforma trabalhista ainda está sendo discutida e nenhuma dessas mudanças está valendo ainda. A proposta deve ser apresentada até o final de 2016.

Salário mínimo ideal seria R$ 4.013,08 segundo Dieese! Veja porquê!

De acordo com as estimativas do Dieese, o salário mínimo ideal que um trabalhador deveria ganhar atinge o valor de R$ 4.013,08. Esse salário mínimo ideal garantiria o sustento de uma família de até 4 pessoas, segundo os estudos levantados.

Esse valor é totalmente fora da realidade do nosso país, 4,56 vezes maior que o salário mínimo atual que é R$ 880,00. Alguns especialistas afirmam que o trabalhador nunca receberá esse valor no Brasil.

Salário mínimo ideal
Salário mínimo ideal seria R$ 4.013,08 segundo Dieese

O Que é o Dieese?

O Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), foi fundado em 1955 e é uma criação do movimento sindical brasileiro. A sua principal função é desenvolver pesquisas para tornar possíveis as reivindicações dos trabalhadores, utilizando fundamentos e argumentos para tal.

O Dieese é reconhecido como uma instituição de credibilidade há mais de 60 anos, tanto em âmbito nacional como internacional.

O Dieese atua nas seguintes áreas:

  • Assessoria
  • Pesquisa
  • Educação

Seus eixos temáticos que orientam todos os estudos e sua produção são:

  • Emprego
  • Renda
  • Negociação coletiva
  • Desenvolvimento
  • Políticas públicas

Definição de Salário Mínimo

O próprio nome já diz o que o Salário Mínimo significa. Trata-se do valor mais baixo que um trabalhador pode ganhar pelo tempo e esforço desprendidos em uma jornada de trabalho para produção de serviços ou bens.

Em outras palavras, o empregador fica obrigado a pagar pelo menos esse valor a qualquer um de seus funcionários pelas atividades executadas.

Esse salário mínimo 2017 é estabelecido por lei e tem um reajuste anual que é calculado de acordo com o que for estabelecido pelo governo.

3

É muito importante que o brasileiro saiba que o salário mínimo está presente em diversos países.

No Brasil, existe o salário mínimo nacional e o salário mínimo estadual. O segundo, como o próprio nome indica, segue a tabela proposta por cada estado. Todos os estados que não possuem seu próprio salário mínimo baseiam-se no mínimo nacional para estabelecer o piso salarial dos trabalhadores.

Como é Feito o Reajuste do Salário Mínimo?

O Salário Mínimo sempre sofre reajustes anualmente. Esses reajustes são definidos pela variação do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) e também pelo cálculo do Índice de Inflação que ocorreu no ano anterior calculado pelo IBGE.

Os dois valores são somados ao PIB (Produto Interno Bruto) dos dois últimos anos, possibilitando que o assalariado tenha ganhos reais. No entanto, esses ganhos só são reais se o PIB apresentar crescimento acima da inflação.

2

De acordo com o Dieese, o salário mínimo ideal deveria ser bem acima do que realmente é pago ao cidadão brasileiro atualmente.

Salário Mínimo Ideal

O salário mínimo ideal para atender as necessidades de uma família composta por 4 pessoas, segundo o Dieese, é de R$ R$ 4.013,08.

Para encontrar esse salário ideal, o Dieese pesquisou o valor da cesta básica mais cara do país em 27 capitais. Em Porto Alegre, foi encontrado o valor mais alto: R$ 477,69.

Infelizmente, o Brasil ainda está longe dessa realidade. Os trabalhadores só terão um salário ideal quando houver uma verdadeira reforma política.